Mulher acusada de mandar matar Sandro Rico vai a julgamento em Alagoinhas

Telma Motta Oliveira estará sentando amanhã dia 24 de fevereiro no banco dos réus no fórum Eziquiel Pondé, onde ela é acusada de ser a mandante do crime que ceifou com a vida de Alexsandro Silva de Jesus seu marido, assassinado dia 3 de janeiro de 2020, Sandro tinha na época 44 anos. Consta nos autos que nesta data Telma teria marcado um encontro com Sandro nas proximidades do Bar Arena no Jardim Petrolar, onde lá foi rendido e sequestrado, sendo executado dentro de uma plantação de eucaliptos entre o Estevão e Narandiba, Sandro levou um tiro na testa, segundo a perícia ele teria antes sido colocado de joelho. No decorrer das investigações constatou-se que três outros homens participaram da ação delituosa todos contratados por Telma. Tais elementos já foram identificados e dois deles teriam sido presos, restando um terceiro. Imagens de câmeras de segurança por toda a cidade foram requisitadas, sendo montado assim um grande quebra cabeça de como se deu a abordagem à Sandro, culminando com sua morte, todos os passos do falecido como da suposta mandante, foram rastreados. A vítima já estava em outro relacionamento com uma mulher que vivia na região de Inhambupe, e desde que ele passou em seu veículo uma pick’up Fiat Estrada, na região da reformadora de pneus, que tais imagens foram requisitadas. Vale salientar que a senhora Telma tentou fuga para o Rio de Janeiro recebendo voz de prisão dentro da aeronave, desde então teve a sua prisão preventiva decretada sendo encaminhada ao presídio. Marcus Aragão é radialista com DRT 8212\BA

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem