Rio de Janeiro investiga 31 casos da variante Ômicron na cidade

 



O município do Rio de Janeiro investiga 31 casos suspeitos de covid-19 com a presença da variante Ômicron. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), todas as pessoas “estão com sintomas leves e em monitoramento." Ainda conforme a SMS, a confirmação da variante será feita por meio do sequenciamento genético das amostras laboratoriais. “O resultado deve sair na próxima semana”, informou a secretaria em nota.

Estado

Já a secretaria estadual de Saúde (SES), informou que a Subsecretaria de Vigilância e Atenção Primária à Saúde analisa 43 casos suspeitos da variante Ômicron em nove municípios do estado: quatro em Angra dos Reis, três em Volta Redonda, dois em Macaé e um em Niterói; em São Gonçalo, em Nilópolis, em Saquarema e em Cabo Frio.

Ainda segundo a SES, no município do Rio de Janeiro estão sendo investigados 28 casos. Segundo a pasta, a diferença entre os números do estado e do município, que indica 31 casos, é porque as notificações ainda não chegaram à Vigilância estadual.

De acordo com a secretaria de estado, a Rede Dasa RJ informou que na sexta-feira (24) havia 43 exames de RT-PCR para covid-19, realizados com o kit Thermo Multiplex, com indicativo da presença da variante Ômicron. As amostras, segundo a pasta, foram coletadas entre os dias 1º e 20 de dezembro. A SES informou que o total de exames continua sendo o mesmo nesta segunda-feira (27).

Sequenciamento

A secretaria destacou que “não se trata de casos confirmados da variante Ômicron, uma vez que este tipo de análise empregada nos exames serve como método de triagem. As amostras serão sequenciadas pela Dasa e os resultados sairão nas próximas semanas”.

A SES pediu às vigilâncias desses municípios com registros da Ômicron que realizem a investigação e o acompanhamento dos pacientes e contatantes. “Para aqueles pacientes em que ainda for possível realizar PCR, equipes das vigilâncias municipais vão coletar o exame para encaminhar ao Laboratório Central de Saúde Pública Noel Nutels (Lacen RJ). Os casos positivos seguirão para sequenciamento no laboratório de referência da Fiocruz”, concluiu.

Nilópolis

Em Nilópolis, a Secretaria Municipal de Saúde disse que o primeiro caso detectado da Ômicron na cidade foi de uma paciente de 61 anos, que apresentou sintomas neste mês e testou positivo para a nova variante. Ela foi acompanhada por 15 dias por profissionais da secretaria e já não está mais com o vírus. “Todas as pessoas que tiveram contato com a paciente também foram investigadas e monitoradas. Todos tiveram resultados negativos”, informou.

A secretaria de Nilópolis alertou que “é importante continuar evitando aglomerações, usando máscaras e se vacinando com as duas doses, além da dose de reforço”. Segundo a pasta, na próxima quarta-feira (29), vai começar a imunização com a quarta dose em pessoas imunossuprimidas. “Todos os cuidados são imprescindíveis neste momento”, acrescentou.

Edição: Denise Griesinger

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem