Obras selecionadas no Prêmio Alagoinhas de Artes Visuais participam de Exposição na Biblioteca Pública Maria Feijó

 

Foto: Roberto Fonseca

Como resultado do Prêmio Alagoinhas de Artes Visuais, a Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo, realizou uma Exposição, na terça (29) e quarta-feira (30), com as obras produzidas pelos artistas, na Biblioteca Pública Maria Feijó. Diversas técnicas foram utilizadas – como artesanato, pintura, escultura, fotografia, desenho, grafite, gravura e paisagismo. Agora, o público poderá conhecer os trabalhos por meio de uma Exposição Virtual, que será divulgada, em breve, nas redes sociais da gestão.

“É um momento de comemoração, pois Alagoinhas aplicou 100% dos recursos da Lei Aldir Blanc em sua comunidade cultural e artística”, manifestou a secretária de Cultura, Esporte e Turismo Iraci Gama. “A gente pôde chegar perto, dar a mão, apresentar o trabalho, destacar e valorizar a comunidade artística local”, complementou.

Foto: Roberto Fonseca

A secretária informou que, em 2022, a SECET pretende restaurar o auditório da biblioteca para promover a efervescência cultural de outrora, quando o espaço sediou os Encontros de Cultura, que teve 11 edições. A primeira delas ocorreu em 1978, coordenada pela professora Iraci. Na época, a Universidade do Estado da Bahia (UNEB) funcionava no prédio. “A criação da Casa da Cultura veio desse movimento, em 1985, assim como do grupo Pró-Memória, em 1980, e da Secretaria de Cultura, em 1988”, lembrou.

O novo auditório receberá o nome de Cine Teatro professor Antônio Mário dos Santos. “Queremos repetir as atuações brilhantes de 40 anos atrás, quando esse salão ficava cheio de expositores”.

Foto: Roberto Fonseca

Segundo o diretor de Turismo Erivaldo da Silva Souza, outro projeto para 2022 é inserir no calendário do município uma exposição anual, uma vez que Alagoinhas não possui galeria pública. “Esse prêmio fez com que a gente se aproximasse mais do segmento das Artes Visuais”. Também participaram da Exposição, permissionários do Mercado do Artesão e fotógrafos do Coreto. A comissão de seleção foi formada por especialistas, membros do Conselho de Cultura e ex-diretores de Cultura do município.

Foto: Roberto Fonseca

“O bom é que a gente vê a quantidade de artistas que essa cidade tem. Alagoinhas é um berço das Artes! Conseguimos colocar 125 peças de grandes artistas da cidade, fazendo um pacto geracional, incluindo novas promessas com nomes consagradíssimos, como Lito”, declarou o presidente do Conselho de Cultura Karlinhos Zambê.

Foto: Roberto Fonseca

Celeste de Santana Santos participou pela primeira vez de uma exposição e disse que “é maravilhoso expor o que se faz com tanto carinho!” Em sua obra, ela utilizou a técnica do mosaico, com a qual trabalha há 9 anos. “Comecei, primeiramente, fazendo para amigos e familiares”.

Fotos: Roberto Fonseca

 

CONVERSATION

0 Post a Comment:

Postar um comentário